Personagens


Arquivo da Familia

Aryane Thaís Carneiro de Azevedo – Estudante de 21 anos encontrada morta por asfixia mecânica no dia 15 de abril de 2010, às margens da BR-230 em  João Pessoa.  No bolso de sua calça foi encontrado um exame de gravidez em seu nome, com resultado positivo.




Alessandro Assunção

Luiz Paes de Araújo Neto – Estudante de Direito, de 24 anos. É apontado como único suspeito de ter assassinado Aryane, mas nega a autoria do homicídio. Era dele o filho que a estudante esperava quando foi assassinada.





Alessandro Assunção

Hipernestre Carneiro – Mãe de Aryane Thaís. Depois da morte da filha, a enfermeira habituada a salvar vidas, passou a lutar para que o crime não seja esquecido e para que o suspeito de matar Aryane seja preso. Não sabia sobre o envolvimento de Aryane com Luíz Paes, nem sobre a recém-descoberta gravidez da filha.



Ovídeo Carvalho

Thalita Carneiro – Irmã mais velha de Aryane, Thalita era estudante de Direito e também estava grávida na época do crime. Ela diz ainda não acreditar que Aryane tenha sido assassinada de forma tão cruel.





Fabyana Mota


Thiago Carneiro – Irmão de Aryane.  Foi o último da família a estar com a estudante antes do crime. Segundo ele, Aryane era meiga e incapaz fazer mal a alguém.





Fabyana Mota

Edjacir Luna – Para o promotor com mais de 20 anos de experiência, o Ministério Público não tem dúvidas de que Aryane foi vítima de um crime passional e que Luiz Paes é o assassino da jovem. Foi dele a recomendação para que o estudante fosse preso.




Alessandro Assunção

 Abraão Beltrão – Advogado criminalista, responsável pela acusação. Para ele, Aryane foi assassinada por Luiz Paes e o comportamento do estudante, aliado às provas periciais, não deixam dúvidas sobre a autoria do crime.





Ovídeo Carvalho


Aluísio Lucena – Advogado de defesa de Luiz Paes, que alega não haver provas contundentes de que o estudante de Direito tenha cometido o crime.





Ovídeo Carvalho

Genival Veloso – Advogado de defesa de Luiz Paes, se mostra confiante sobre a inocência do estudante e disse que não há nenhuma prova concreta que acuse Luiz como assassino de Aryane. 





Fabyana Mota

Ranielle Vasconcelos – Delegada que esteve no local onde o corpo de Aryane foi encontrado e deu início às investigações. Foi para ela que Luiz Paes prestou depoimento na tarde do dia 15 de abril de 2010 e negou ter cometido o crime.




Ovídeo Carvalho

Iumara Gomes – Delegada responsável pelo inquérito. A ela, Luiz Paes se negou a prestar depoimento, no entanto o inquérito solicita que ele seja indiciado por homicídio duplamente qualificado.






Expediente
Textos: Vanessa Furtado e Priscylla Meira | Edição de conteúdo: Vanessa Furtado
Edição de vídeos: Alessandro Coelho e TV Clube
Layout e Desenvolvimento: Alessandro Coelho e Ivson Monteiro
© ONORTE - ON LINE